segunda-feira, 12 de maio de 2014

Em casa... Desapego

Faz um ano que escrevi um post sobre o "descobrimento" da organização...
Bem, eu continuo tentando exercê-la.
No final do ano passado cheguei até a fazer um curso e gostei muito.
Por enquanto o exercício restringe-se à minha casa, mas gostaria de, pelo menos, compartilhar algumas coisinhas com vocês.
Em primeiro lugar, a organização não pode ser restrita apenas à organização da casa. Também temos que primar pela organização do nosso trabalho, do nosso dia-a-dia, da nossa vida.
Eu sei que parece meio óbvio, mas para mim, não era.
Talvez por não ter uma rotina rígida... Não tenho filhos para levar ao colégio, nem um marido que exija jantar na mesa todos os dias... As coisas pra mim acontecem de maneira muito natural... O que acontecer, aconteceu... O que der pra fazer, deu... O que não der, faço depois...
Mas ano passado, eu comecei a criar rotinas... E as coisas têm funcionado de uma maneira melhor...
Mas eu realmente acho que tudo flui melhor quando temos a casa organizada... Não arrumada... Organizada.
E o primeiro passo da organização de uma casa é o "descarte"... ou como eu gosto de chamar, o "desapego".
Sim, porque temos mania de ter e querer coisas das quais não precisamos.
Nos apegamos a muitas coisas, por diversos motivos, e esse apego gera um acúmulo e um desperdício de muitas coisas ao mesmo tempo... Espaço, tempo, dinheiro...
Eu, quando casei, saí de um apartamento onde morava sozinha e tinha 2 armários enormes e me vi tendo que dividir um (e somente 1) com meu marido. A minha parte eram 2 portas e 1/2... E depois comprei uma cama box com baú... E depois comprei uma cômoda... Nunca era suficiente.
Um dia parei pra prestar atenção nas coisas que eu tinha: roupas de quando eu pesava 40 quilos a mais, roupas de quando eu pesava 14 quilos a menos, sapatos que comprei quando tinha cargo executivo (há mais de 10 anos sem nunca ter usado), tantas coisas que por um motivo e por outro nunca saiam do meu armário.
Aí vem o exercício do desapego.
Um exercício seu, íntimo, de cabeça aberta e disposição.
Gosta tanto de uma roupa que não serve? Não adianta guardá-la por 10 anos esperando que um dia ela volte a servir... Tem dó de doar um sapato novo que custou R$ 150,00? Venda!
Era o que acontecia comigo... Mas depois desse exercício, foram várias sacolas para doação, algumas roupas e sapatos direto para o lixo, e umas boas peças para venda. Sim, VENDA! No ano passado eu vendi 14 pares de sapatos que estavam "parados" no meu armário por diversos motivos... Ganhei espaço e um dinheirinho para fazer algumas coisas (inclusive comprar pares novos, rsrsrsr).
Então vamos lá...
Para começar, você não precisa tirar TUDO do armário... Mesmo porque se você não conseguir arrumar no mesmo dia, vai dar uma desânimo de continuar...
Dê uma passada nas suas roupas e retire as que você não usa (ou não se lembra da última vez que usou), e aquelas que não servem (ou que você tenha dúvida). Deixe no armário aquelas que você usa com certeza.
Analise cada peça com carinho, e como eu disse, cabeça aberta. Seja honesta com você mesma. Uma peça que você não usa há anos... Vale a pena guardar? O que te impede de usá-la? Combina com você, com seu estilo?
Tem peças que você realmente gosta e quer usar? Faça um experiência e use. Veja como se sente...
Tem peças que gosta mas não servem? Coloque em uma caixa, date e coloque um prazo para poder voltar a usá-las... Mas não as esqueça. Dado esse prazo, se não voltou a usá-las, DESAPEGUE!
É muito bom saber que você tem em seu armário somente peças que gosta, que servem e que USA!
Abra espaço para as coisas que realmente combinam com você.

Abaixo segue um vídeo mostrando como eu me desapego das minhas roupas, espero que vocês se sintam motivadas a esse exercício:


segunda-feira, 28 de abril de 2014

2014... O Retorno

Se tem uma coisa que eu realmente odeio em mim é a PREGUIÇA.
Pura e simples PREGUIÇA.
E é por causa dela que acabo deixando este blog meio de lado.
Este ano eu fiz uma listinha de projetos para a minha vida, e um deles é escrever aqui pelo menos uma vez por semana. Será que eu consigo???
Bem, PROMETO que vou tentar, mesmo quando bater a preguiça.
Hoje é apenas um OI, mas semana que vem tem post e tem vídeo (!!!)
Até.